PCTH prioriza cuidados essenciais no Huap

O Programa de Controle da Tuberculose Hospitalar (PCTH) foi constituído pela DTS do Hospital Universitário Antonio Pedro (Huap) de 15 de março de 2006 e tem como exemplo o programa implantado no Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ, iniciado em 1998. O programa conta com o apoio e esforços de diversos serviços do Hospital, dentre eles o Serviço de Vigilância Epidemiológica, Pneumologia, Infectologia, Pediatria, CCIH, Serviço de Emergência, Diretoria de Enfermagem, Laboratório de Microbiologia, Centro de Atenção e Investigação em TB professor Mazzini Bueno, Divisão de Saúde Ocupacional e núcleo Huap. A atuação do PCTH está associada à promoção de medidas administrativas de engenharia e de proteção respiratória individual, todas buscam através da educação, busca ativa de sintomáticos respiratórios internados, cadastro tuberculínico dos funcionários (PPD), controle ambiental (exaustão) e uso de respiradores (máscaras N95) e o controle da disseminação da TB no Huap. O programa é coordenado pelo professor Cristóvão Clemente Rodrigues, do Serviço de Pneumologia e pela doutora Berenice Gonçalves, do Departamento de Epidemiologia. O PCTH-Huap foi criado de forma espontânea em decorrência do recrudescimento em 2004/2005 de casos de TB entre várias categorias profissionais, como alunos, técnicos-administrativos e professores. Entre 1997 e 2003 haviam sido documentados 30 casos de TB em funcionários do Hospital contra apenas quatro casos nos demais funcionários da Universidade. Em 2000, foi documentado, por meio de tese de mestrado, 7,5% de viragem entre alunos do internato de Medicina no Huap, situação assemelhada às demais faculdades de Medicina do Estado. Tal fato decorre da alta incidência e prevalência de TB no Estado do Rio de Janeiro. Com os problemas enfrentados pelo Sistema Público de Saúde (Unidades de Atendimento Básico/Especializado) voltam-se os pacientes para os grandes Hospitais, o que faz com que, nas regiões metropolitanas, 33% dos casos de TB sejam notificados em ambiente hospitalar, principalmente naqueles com atendimento à pacientes com HIV+. As reuniões do programa são realizadas às quartas-feira, às 11h, no Serviço de Vigilância Epidemiológica e na Unidade de Fisiopatologia Respiratória, localizado no 2º andar do Huap. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (21) 2629-9349 (Vigilância Epidemiológica); (21) 2629-9212 (Pneumologia), (21) 2629-9027 (DSO); (21) 2629-9103 ( Microbiologia) e (21) 2629-9313 / 9314 (Infectologia) ou pelo email pospneumo@huap.uff.br.