Dia Mundial de Higienização das Mãos

Enviado por ascom, qui, 30/04/2015 - 15:41

No próximo dia 5 de maio será comemorado o Dia Mundial de Higienização das Mãos. A data foi definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para que todos os serviços de saúde possam desenvolver, localmente, ações que reforcem a higiene das mãos como medida primordial para a prevenção e controle das Infecções Relacionadas à Assistência à Saúde.

A prevenção e o controle das infecções hospitalares entre outras medidas envolvem uma simples e básica ação que é a higienização das mãos, seja através da lavagem com água e sabão ou através do uso do álcool gel. 
Apesar das diversas evidências científicas e das disposições legais, nota-se que grande parte dos profissionais de saúde ainda não segue estas recomendações.

As mãos constituem a principal via de transmissão de micro-organismos durante a assistência prestada aos pacientes, pois a pele é um possível reservatório de diversos micro-organismos, que podem se transferir de uma superfície para outra, por meio de contato direto (pele com pele), ou indireto, através do contato com objetos e superfícies contaminados.

O paciente internado está mais vulnerável às infecções devido ao seu estado debilitado, assim sendo, uma bactéria de origem hospitalar, multirresistente que invade seu organismo já doente pode causar infecções graves e com poucas opções terapêuticas eficazes para o seu tratamento.
A higienização das mãos corta a cadeia de transmissão de agentes microbianos.

Quando higienizar as mãos?
Com Água e sabão

  • Quando as mãos estiverem visivelmente sujas e/ou contaminadas com sangue e outros fluídos corporais.
  • Ao iniciar o turno de trabalho.
  • Após ir ao banheiro.
  • Antes do preparo e manipulação de medicamentos.

 
 Com Álcool gel

  • Antes e após contato com paciente.
  • Antes de realizar procedimentos assistenciais e manipular dispositivos invasivos.
  • Antes e após uso de luvas.
  • Ao mudar de um sítio corporal contaminado para outro, limpo, durante o cuidado com o paciente.
  • Após contato com objetos inanimados e superfícies imediatamente próximas ao paciente.

 
Importante!
Retirar adornos (anéis, pulseiras, relógios) antes da higienização das mãos e sempre no cuidado ao paciente.
O uso de luvas não substitui a higienização das mãos.
 
Esperamos que com a sua adesão, bem como de todos os profissionais da saúde a esta campanha, possamos reduzir as taxas de Infecção Hospitalar em nosso Hospital.

Fonte: Anvisa e Comissão de Controle de Infecção Hospitalar ( Huap )

Clique na imagem: